A ‘doença do mofo’ é um problema sério: 17 sinais de que você tem este problema e o que fazer para combater

Os fungos domésticos podem estar aglomerados em sua casa, apesar de não terem cheiro e não serem vistos a olho nu, eles estão lá.

Apesar de não ter cheiro ou ser visível a olho nu, este fungo pode estar aglomerado e crescendo em sua casa. Este pode ser o motivo de você se sentir doente. Sua saúde pode estar sendo afetada por envenenamento por mofo.

A medicina convencional não acredita nesta tese, portanto, não acha um grande problema. Até mesmo porque é difícil diagnosticar pacientes com toxidade causada por mofo, pois os sintomas não são específicos, podendo facilmente serem confundidos com outras enfermidades. O fato é que o mofo é um grande inimigo da nossa saúde.

Os mais afetados por este problema, são as crianças, idosos e mulheres grávidas, os esporos eliminados pelo mofo podem dar início a doenças respiratórias, ou iniciar e agravar casos de asmas já existentes, além de transmitir bactérias que podem causar infecções graves.

O mofo se prolifera em locais úmidos, podem surgir em qualquer canto da casa, nas paredes.

O mofo é formado por vários fungos, que crescem em filamentos e se reproduzem, formado minúsculos esporos que se espalham no ar e são invisíveis a olho nu.

É um problema tão sério que pode afetar até mesmo o nosso sistema nervoso central. Os sintomas mais comuns causados por contato ao mofo são olhos vermelhos, irritação na garganta, irritação na pele (coceiras, vermelhidão), tosse, crises de rinite, sinusite crônica, entre outros problemas respiratórios. Tem sido associado também, hemorragias pulmonares, insuficiências do sistema imunológico, fadigas, dores de cabeça e variações de humor.

A ‘doença do mofo’ está associada a ‘síndrome do edifício doente’, isto é uma inflamação sistêmica após contato com propriedades contaminadas com organismos toxigênicos.

Principais Sintomas

Entre os sintomas podemos destacar:

  • Problemas de memória
  • Confusão mental
  • Falta de foco
  • Fraqueza
  • Cãibras
  • Dores pelo corpo e nas articulações
  • Dormência e formigamento
  • Dor de cabeça
  • Sensibilidade a luz
  • Olhos vermelhos
  • Visão turva
  • Tremores
  • Vertigens
  • Náuseas
  • Diarreia
  • Alteração de apetite
  • Doenças respiratórias tais como rinite, sinusite, tosse e asma.

Estão associados também o ganho de peso, mesmo quando se está lutando para emagrecer, problemas com a temperatura corporal, sede em excesso, aumento de volume da urina.

A umidade é a maior vilã que atrai mofo, por isso deixar a casa sempre limpa, janelas abertas para facilitar a entrada do sol, evitar acumular objetos que dificultam a limpeza.

Utilize água sanitária para remoção de mofo dos azulejos. Pode-se misturar com água, a proporção é de 100ml para 1 litro de água. Basta aplicar no locar com ajuda de um borrifador ou esponja, deixar agir por aproximadamente 5 minutos e enxaguar o local.

Existem produtos no mercado que podem ser utilizados para esta finalidade.

O vinagre é um ótimo auxiliar para afastar o mofo, você pode misturar com água e borrifar 1 vez por semana em tapetes, sofás e cortinas. Os fungos vão correr da sua casa.