‘Brinco na escola sozinho’, diz menino autista que pede ‘amigos’ em carta para Papai Noel

Postagem da mãe com carta completa do menino teve mais de 25 mil curtidas nas redes sociais.

“O meu coração sangra”, legendou Cristina ao publicar na web a cartinha que o filho fez para o Papai Noel. Os internautas refletiram e também se comoveram ao tentarem imaginar como a pessoa se sente isolada por um motivo que não tem em hipótese alguma justificativa, geralmente nas cartas enviadas ao Papai Noel, os pedidos são de brinquedos de todos os tipos, até mesmo eletrônicos como tabletes ou celulares, por exemplo.

Porém, o pedido de Miguel Castro Souza, um garoto autista, de apenas 12 anos de idade, emocionou a todos. Com grau leve de autismo, seus pais lhes proporcionam dentro de suas possibilidades, uma vida digamos normal, mas ao tomarem conhecimento do isolamento do filho na escola pelos demais alunos, ficaram sem chão.

Todos os anos Cristina faz a ceia de Natal e coloca lembrancinhas embaixo da árvore, os filhos imaginam que o Papai Noel que passou por ali e deixou os presentes para cada um deles, nesse caso, o ‘Papai Noel’ da cartinha de Miguel, seria ela mesma, então a preocupação de Cristina foi ainda maior, em lágrimas, se perguntou, o que vou fazer?

Foi quando teve a ideia de postar a carta na internet, e planejou mostrar todas as mensagens dos internautas para Miguel no dia de Natal. E assim fez, ela não imaginou que o post fosse se tornar viral, foram milhões de comentários e Miguel então poderá interagir com muitos amigos virtuais. A mãe disse em entrevista que seu sonho é mudar essa realidade do colégio do filho também, e onde quer que ele vá.

A mãe do menino conta que tenta administrar esse problema conversando com Miguel: “Alguns, às vezes, conversavam um pouquinho com ele, depois já não falavam mais. Com o passar do tempo, foram realmente isolando”, discorre Cristina.

Veja na íntegra a carta de Miguel para o Papai Noel:

“Papai Noel, Meu nome é Miguel, tenho 12 anos e sou autista de grau leve, o que eu desejo ganhar de Natal são AMIGOS. Brinco na escola sozinho pois as crianças me odeiam por eu ser diferente. Além disso não gosto muito de barulho pois me deixa desorientado. Por causa da minha condição sofro bullying e não sou respeitado pelos colegas. Meus pais dizem que sou muito inteligente e especial. Porque as outras pessoas, não respeitam os outros que são diferentes?”, escreveu Miguel.