Cachorro morre depois de ter sido agredido por segurança do Carrefour e gera revolta

O caso está gerando maior revolta na internet, o animal apenas circulava pela loja.

Um caso chocante deixou os moradores de Osasco arrepiados, onde um cachorro foi violentado por um segurança do Carrefour, o homem teria usado um cabo de vassoura para bater no animal e logo em seguida, deu veneno para o bichinho em um ato de pura crueldade, apenas porque o animal circulava pela loja.

De acordo com informações passadas pelos funcionários do supermercado, o cachorro passeava pelas dependências da loja, localizada no bairro de Vila Yara, após ter sido abandonado no estacionamento, há algumas semanas, isso não agradou nada ao segurança, que decidiu agir da pior forma para tirar o cão do local.

“O cachorro estava aos cuidados dos funcionários e circulava pelo interior do supermercado normalmente. No entanto, entre quinta e sexta, a gerência pediu a um segurança para expulsar o animal do local, o que foi feito com violência e resultou na sua morte”, disse o Delegado Bruno Lima, defensor dos direitos dos animais, ele contou que o homem já teria sido identificado.

O cachorro foi socorrido pela Zoonoses, mas estava muito ferido e não resistiu. Porém, a morte foi causada mesmo pelo envenenamento, isso foi comprovado pelo laudo, o caso depois que foi registrado, será investigado pela Delegacia de Investigações do Meio Ambiente, como maus-tratos, e o que todos querem nesse momento, é que o autor dessa atrocidade, pague pelo que ele fez ao animal indefeso, o segurança poderia ter retirado o cão do local sem violência contra o pobre bichinho, que já sofria por ter sido abandonado.

“Realizamos um protesto contra as ações do funcionário do Carrefour no sábado e faremos outros em breve”, contou uma moradora que organizou o protesto logo depois do acontecido.

O Carrefour disse em uma nota emitida que “repudia veementemente qualquer tipo de maus-tratos” e a atitude do segurança, e que já tomou medidas contra o funcionário, o afastando de suas funções:

“Afastamos a equipe responsável pela segurança do local no dia da ocorrência até que a rigorosa apuração em curso seja concluída e as devidas providências adotadas”.

Eles acrescentaram também ter acolhido o animal nas dependências da loja, oferecendo água e comida, até o recolhimento pela equipe do Centro de Controle de Zoonoses de Osasco. Que as providências necessárias para que um caso como esse nunca mais volte a acontecer sejam tomadas.