Detento volta de saída temporária com mais de 52 objetos dentro do estômago; entenda

Preso tentava entrar com objetos na Colônia Agrícola Penal de Palhoça. Após passar por inspeção de scanner, foram encontrados vários objetos em seu estômago.

O detento voltou da saída temporária com mais de 52 objetos dentro do estômago e teve que passar por uma cirurgia.

Casos de pessoas tentando entrar em presídio com algum objeto são mais comuns do que se imagina, celulares, drogas, armas brancas, e muitos usam a criatividade para esconder os objetos desejados pelos detentos, pois sabem que é uma missão quase impossível, já que tudo passa por uma revista e até pelo detector de metais.

Parece brincadeira, mas não é, um detento de Santa Catarina voltou da saída temporária com a barriga cheia e pelo jeito, as encomendas eram de todos os tipos de objetos, já que foram encontrados desde cabo USB a isqueiros dentro da barriga do presidiário.

O jovem de 24 anos cumpre pena na Colônia Agrícola Penal de Palhoça, na Grande Florianópolis, e foi flagrado ao passar por um scanner durante a revista, ele teve que ser levado a um hospital para fazer uma cirurgia para retirada dos objetos de seu estômago, que somaram 61 objetos.

O jovem teria ficado sete dias fora depois que recebeu o benefício da saída temporária, ao passar pelo scanner, o aparelho detectou os objetos: 9 celulares e outros 52 objetos, todos no estômago do jovem, e uma quantidade de drogas.

O jovem teria ficado nervoso ao entrar, ele é portador de necessidades especiais, por causa de seu comportamento estranho, os policiais desconfiaram de que pudesse estar acontecendo alguma coisa errada e no momento que passou pelo detector, o equipamento sinalizou a presença de metal.

Depois que o detector de metal sinalizou algo errado com o detento, os agentes tiveram que levá-lo ao Complexo Penitenciário do Estado, em São Pedro de Alcântara, onde ele passou pelo scanner que dá uma visão do que há no interior.

O detento foi levado para a cirurgia, que aconteceu nessa quarta-feira, dia 16 de janeiro, as informações são de que tudo correu bem no momento da cirurgia, os objetos foram retirados e o homem passa bem, mas ele terá que responder criminalmente por tentar entrar no presídio com os objetos, incluindo drogas.

O preso já respondia por porte ilegal de arma, roubo e tráfico de drogas.