Em Belo Horizonte ‘Casamentaço’ LGBT celebra união de 40 casais

Cerimônia promete unir 40 casais do mesmo sexo em uma igreja na cidade de Belo Horizonte e a comunidade LGBT ganha destaque

O casamento é para muitas pessoas a mais bonita forma de se concretizar o sentimento de um casal, o amor. Porém, a cidade de Belo Horizonte, prestigiou uma cerimônia um tanto quanto diferente. Ela que estava prevista para acontecer neste domingo, dia 16, vai oficializar a união de 40 casais.

Tal cerimônia não vai servir apenas para consolidar os casais e será um grande ato político para que a comunidade LGBT tenha seus direitos e funcionará como uma espécie de defesa. O acontecimento recebeu o nome de ‘casamentaço’, foi totalmente planejado e levado para frente pelos casais que vão se casar e por amigos deles.

Além das centenas de presentes que o casamentaço vai reunir, a festa também vai contar com um show especial da famosa cantora Fernanda Takai. Filipe Costa, rapaz de 30 anos que vai participar do casamento, alegou que a iniciativa é fruto de uma colaboração entre vários amigos e grupos de pessoas que defendem a comunidade LGBT em Belo Horizonte.

Lembrou que tudo foi planejado como uma forma de manifestação contra a classe de pessoas conservadoras, deseja o direito de liberdade em todos os sentidos. Um mês antes, o Senado se pronunciou sobre o tema e abriu uma consulta pública a respeito de um projeto que iria sustar todos os efeitos existentes no CNJ sobre o casamento civil de pessoas do mesmo sexo.

Filipe acrescentou que com a decisão do Senado, ele e outras muitas pessoas viram uma oportunidade de ouro em fazer algo extremamente grande e de peso que traria uma visibilidade nunca vista antes para a comunidade LGBT e para a própria cidade.

A festa por contar com 40 casais, seria das grandes e começou a ser planejada com muita antecedência, logo no mês de novembro os cabeças do plano já estavam na ativa. Heloísa Maria Madureira Silva, de 55 anos de idade, é aposentada e contou que ficou sabendo do casamentaço através de um amigo.

Afirmou que não perdeu tempo, quando viu e entendeu o que a cerimônia queria propor, logo se inscreveu para ser uma das pessoas que sairiam da igreja casadas. Maria possui uma relação estável de 23 anos com Clô Paoliello e afirmou que já planejavam um casamento, a ideia surgiu como um milagre.