Entrevista polêmica com a irmã da ex-amante de Lula; ‘Me pegue se puder’

Rosemary Noronha submergiu. Não se apresenta à Justiça a cada 15 dias, contrariando ordem judicial.

O assunto do dia hoje é a respeito de uma entrevista, onde a revista IstoÉ resolveu trazer à tona um assunto polêmico e fez uma entrevista com a irmã da ex-amante de Luiz Inácio Lula da Silva. De acordo com a reportagem, ela teria mantido um caso amoroso com o ex-presidente por 19 anos. A ex-amante de Lula estaria vivendo uma vida de ‘fuga constante’, procurando despistar os oficiais que vão à sua residência para intimá-la. A reportagem feita pela IstoÉ conseguiu uma série de informações sobre Rose Noronha, mesmo ela se negando a dar entrevistas.

A ex-secretária do ex-presidente Lula, garante que nunca foi amante dele e muito menos exercia qualquer tipo de influência no governo do petista. Sônia Maria Nóvoa, 62 anos de idade, irmã da ex-amante do petista, conversou com a IstoÉ e disse que está com medo de perder o imóvel, já que também está em nome de sua irmã.

Ela garante que não sabe o paradeiro da irmã e que não entende como ela não foi presa até hoje, e diz ainda que sua irmã foge dos oficiais de Justiça como o diabo da cruz. Ninguém consegue intimá-la desde 2017.

“Ela me dizia que um dia ainda seria namorada de Lula. Em 1993, Lula ascendeu Rose à secretária na sede nacional do PT. A partir daí, Rose e Lula viveram um romance tórrido. Ao alcançar o poder, em 2003, Lula nomeou Rose como assessora especial em São Paulo. Nessa condição, Rose passou a viajar mundo afora no jato da Presidência da República, sempre ao lado de Lula. Enquanto isso, Marisa Letícia, a primeira-dama oficial, era alijada das comitivas internacionais. Logo, ficou enciumada e proibiu o marido de levá-la nas viagens. Na esteira, o petista nomeou-a chefe de gabinete do escritório da Presidência em São Paulo em 2006. Foi quando alcançou o ápice do poder pessoal. Mandava e desmandava, sempre em nome da Presidência e do, claro, presidente Lula. Depois da prisão do petista, caiu em desgraça. Emagreceu, perdeu prestígio e dinheiro. Hoje, tenta exibir humildade, característica que jamais foi o seu forte”. Recorda Sônia Maria Nóvoa, irmã de Rosemary.