Luta contra o câncer chega ao fim para esta famosa blogueira; “Corações em pedaços”

Aos 16 anos de idade, falece uma das blogueiras mais queridas do Brasil.

Por mais que tenhamos certeza de que todos passaremos por essa fase da vida, por mais que tenhamos consciência de que o morrer faz parte do ciclo natural da natureza humana, assim como também é no reino animal e no reino vegetal, ou seja, em todas as formas de vida, parece que nunca nos acostumaremos com essa realidade que causa tanto impacto negativo em nosso psicológico.

Quando o falecimento se dá de forma precoce, torna-se ainda mais pesado e a dor tende a ser maior para os que ficam, hoje noticiamos um óbito típico de como estamos nos referindo no texto acima, aos 16 anos de idade, em pleno vigor e desejo de vida, onde os sonhos pareciam pular de seus olhos, que tanto brilhavam ao se imaginar curada.

A blogueira Kamylle Marinho, lutava contra o câncer, um tipo agressivo e raro, chamado ‘sarcoma de ewing’, esses tipos de células cancerígenas são mais comuns em jovens e adolescentes, como foi o caso dessa moça, quase passando da fase de adolescente para a fase da juventude, infelizmente paralisada por essa doença que mais mata em todo o mundo.

No mês de dezembro de 2018, a blogueira desabafou em suas redes sociais sobre seu estado de saúde e publicou dizendo: “Fui diagnosticada com câncer aos 14 anos de idade, primeiramente sarcoma de ewing na veia cava inferior. Dia 26 de maio [de 2017] eu fiz a cirurgia para a retirada do tumor (17 cm, com aproximadamente 900g envolvido na veia cava) logo após iniciei os tratamentos quimioterápicos, foram mais de 100. Há 9 meses atrás eu fiz um transplante de medula óssea autólogo, sem sucesso”, contou aos seus seguidores.

Continuou em outro post: “Fui diagnosticada novamente com câncer, um pequeno tumor ao lado do rim direito, onde fui submetida a radiocirurgia, sem sucesso. Atualmente eu sou diagnosticada com câncer novamente ao lado do rim direito, tumor de 3 centímetros, já dei início a um novo tratamento, chama-se terapia alvo, são 4 comprimidos, 800 mg por dia. Tenho mais que 1 ano de tratamento com 3 diagnósticos, estou bem e com esperanças de que vai dar tudo certo”, concluiu esperançosa de que seria curada.