Pais assistem a filha de 17 anos desistir de viver após sofrer múltiplos abusos; “Se me ama, me deixe ir”

Noa decidiu dar um fim em sua vida após anos de sofrimento.

A adolescente Noa Pothoven, de apenas 17 anos de idade, desistiu da vida, após anos de sofrimento sendo vítima de abuso, desde a infância. Noa sofreu com depressão, estresse pós-traumático e anorexia em virtude do que sofreu sendo ainda uma criança.

Em um livro escrito por ela mesma, ela narra que foi violentada a primeira vez aos 11 anos, durante uma festa no colégio e aos 14, foi mais uma vez brutalmente abusada por dois homens em um beco na cidade onde morava, por medo, ameças e vergonha ela se calou e adoeceu gravemente por conta disso.

Em uma entrevista ela diz que todos relutavam para tirar essa ideia de sua cabeça, porém ela estava irredutível. “Estou devastada. Revivo o medo e a dor diariamente. Sinto que meu corpo ainda está sujo“, desabafou.

A informação que foi repassada pelos pais da vítima é de que ela faleceu em uma cama hospitalar na sala de sua casa, antes de partir ela usou seu perfil pessoal nas redes sociais, publicou uma última foto e legendou se despedindo: “Amar é deixar ir”.

Clique na seta abaixo, após a publicidade, para continuar lendo a matéria.

PRÓXIMA PÁGINA
1 / 2