Preso tem órgão mordido por rato e processa governo

Detento diz ter sido mordido enquanto governo alega que ele sofreu um arranhão.

Um detento nos Estados Unidos, processou o governo após ter seu órgão genital ferido por um rato enquanto estava preso.

Peter Solomon, tem 50 anos e alegou que todos os carcereiros e dirigentes da prisão sabiam muito bem que na ala em que colocaram ele havia infestação de ratos. O detento alega que durante a noite um rato ou qualquer outro roedor parecido mordeu em seu órgão o que levou com que ele acordasse assustado e com muita dor no órgão. Segundo ele havia um buraco no colchão por onde o roedor passou chegando até ele.

O preso ainda disse que houve negligencia e depois do ocorrido precisou tomar muitos remédios vacinas e sentiu uma dor inimaginável, ainda acusa os guardas de discriminação por ser negro alega ter sido tratado de forma inferior aos demais detentos.

O governo pede que o caso seja arquivado por não terem provas suficientes, segundo eles a infestação não existe e não podem provar que as feridas foram graves ou que haviam sido causadas por roedores, sequer o detento precisou levar pontos.

O Juiz do caso disse que o detento pode continuar com o processo se quiser mais algumas coisas ainda estão em discussão.

 “os dois lados discutem se o roedor era um rato ou um camundongo, se Solomon foi mordido ou arranhado, e a natureza e extensão de seus ferimentos”.

Solomon foi transferido para um local onde fica sob supervisão medica, ele é veterano e foi detido por ameaçar a esposa, ainda questionam o fato dele estar ainda abalado psicologicamente, e que depois da guerra nunca mais foi o mesmo.

Em condições normais os ratos não mordem as pessoas e até as evitam. Os ratos têm mais medo das pessoas do que as pessoas têm medo dos ratos. Por isso, a mordida de rato é tão rara. No entanto, quando ameaçados ou agredidos, eles tentarão se esgueirar e arranhar ou morder para se defenderem.

A febre por mordida de rato é uma doença humana rara, aguda e febril, causada por bactérias transmitidas por esses roedores. A doença tomou esse nome porque frequentemente ela é transmitida pelo fato dos ratos morderem a pele humana, criando uma porta de entrada para as bactérias.