“Todo mundo consegue trabalhar até 80 anos”, afirma Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados

Presidente da Câmara voltou a afirmar que votação deve acontecer na 2ª quinzena de maio.

Ao ser entrevistado pelo jornalista e colunista da GloboNews, na noite desta quarta-feira, 06 de fevereiro, o agora presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, fez ataques a aposentadoria do povo brasileiro.

Respondendo as perguntas, ele sempre deixava claro que há uma enorme necessidade de se aprovar a Reforma da Previdência, porém, usava suas palavras em tom ameaçador. “...Ou nós aprovamos a reforma da Previdência ou o que vai estar projetado para os próximos anos no Brasil não é coisa muito boa”. Disse.

A expectativa de vida da nação brasileira é de 58 a 75 anos, e o presidente da Câmara dos Deputados diz que os brasileiros tem que trabalhar por toda vida, pois só assim o país ficará livre da dívida externa. Ele prevê que a reforma seja aprovada ainda no primeiro semestre do ano em curso.

Questionado pelo jornalista sobre a idade mínima para se aposentar, Maia responde duramente que: “…Eu sou a favor de uma regra de transição mais curta. Todos nós temos uma expectativa de vida maior. Quando a gente chega a 60 anos, ela aumenta mais ainda. Nós temos que entender que trabalhar até 62 anos sem transição não é problema nenhum. Todo mundo consegue trabalhar hoje até 80, 75 anos”. Afirmou o chefe da Câmara.

Nas redes sociais as declarações de Rodrigo Maia estão causando revolta, veja abaixo alguns comentários como exemplo:

Maia reclama dizendo que o povo não está nem aí para a Reforma da Previdência: “Outro dia vi uma pesquisa de uma instituição financeira, que perguntava: você é a favor ou contra a reforma da previdência? E 70% era a favor. E em outra pergunta: você é a favor ou contra a idade mínima? 60% era contra. Então essa pessoa não era a favor da reforma da previdência”. Contou ao jornalista.

Sobre o valor da aposentadoria, ele apenas respondeu que:“Há um debate há muitos anos no Brasil sobre desvincular ou não o salário mínimo da aposentadoria. O governo vai fazer uma proposta de você antecipar o BPC garantindo um valor numa idade mais nova para que seja uma construção ao longo dos anos… quando você antecipa, claro que fica abaixo do salário mínimo…”. Finalizou.