Várias pessoas se unem para ajudar jovem que foi brutalmente agredido por homofobia e luta para sobreviver

Uma história de luta pela vida diante do preconceito que quase o matou.

Jefferson Anderson Feijó da Cruz de 22 anos era um jovem cheio de vida e alegria que foi vítima de homofobia sendo brutalmente agredido por puro preconceito na noite do dia 8 de dezembro de 2018.

Jefferson estava com seus amigos quando foi agredido e ficou com sequelas graves precisando de cuidados especiais, no entanto, seus pais não têm condições financeiras para arcar com todo o custo do tratamento do jovem. Mas como o coração do brasileiro é imenso, várias pessoas se sensibilizaram com a situação de Jefferson e se juntaram para fazer uma vaquinha virtual na intenção de arrecadar dinheiro e ajudar no tratamento de Jefferson.

Jeff como é conhecido por todos, saiu com os amigos para comemorar o término de mais um ano letivo. Ele e os amigos se reuniram na praça da cidade em Moreno, Pernambuco, ali eles conversaram e se divertiram até que Jefferson saiu para ir ao banheiro por volta das 2:30 e não voltou mais.

Seus amigos perceberam a demora e foram procurá-lo e se depararam com Jefferson debaixo de uma laje, desacordado, todo ensanguentado, sem roupas e sufocando em seu próprio sangue. O jovem havia sido assaltado, agredido e deixado para morrer.Clique na seta abaixo, após a publicidade, para continuar lendo a matéria.

PRÓXIMA PÁGINA
1 / 2