“Você é negra, você é feia”, era o que essa menina de 9 anos que tirou a própria vida ouvia na escola

"Por que você está andando com pessoas brancas? Você é negra, você é feia. Você deveria simplesmente morrer", menina que tirou a própria vida ouvia dos alunos na escola.

McKenzie Adams era uma menina de 9 anos, ela gostava muito de brincar com suas bonecas, andar de bicicleta e fazer vídeos engraçados com as primas. Mckenzie estava na quarta série e morava no Alabama, gostava de matemática e queria ser uma cientista, mas o sonho acabou.

Havia um grupo de colegas que aparentemente não gostava de McKenzie e a intimidava, tudo porque ela era negra. A mãe de McKenzie, Jasmine Adams, contou que a menina sofria bullying constantemente por causa de sua cor.

“Alguns dos alunos provocadores diziam a ela: ‘Por que você anda com pessoas brancas? Você é negra, você é feia. Você deveria morrer‘”, disse Adams.

A crueldade das crianças da escola levou a linda menina a tomar uma atitude chocante para acabar com seu sofrimento, McKenzie se enforcou em sua casa e foi encontrada por sua avó.

“É uma montanha-russa emocional”, disse a tia da menina, completamente abalada.

McKenzie cursou a Escola Primária Jones Jones, em Demopolis, transferindo-se para lá depois que sua mãe e sua avó reclamaram ao Conselho de Educação Estadual que ela estava sendo intimidada em sua escola primária, em Linden.

Mesmo a mãe informando as professoras e a diretora da escola o que acontecia com a filha, o bullying continuou.

“Ela me disse que essa criança em particular estava escrevendo suas anotações desagradáveis na aula. São apenas coisas que você acha que uma criança de 9 anos não deveria saber”, contou a mãe chorando. “E meu bebê me dizia algumas das coisas que eles disseram para ela, eu fiquei tipo, ‘De onde eles estão aprendendo isso?’”.

“Eu senti que a nossa confiança estava neles de que eles fariam a coisa certa”, disse a mãe da menina. “E parece que para mim não foi feito”.

O funeral de McKenzie foi realizado com muita tristeza na escola primária em Demopolis onde ela tanto sofreu, uma grande tragédia que acabou com os sonhos de uma garotinha, apenas por causa das diferenças entre as raças, os pais precisam ensinar a seus filhos que ninguém é melhor que o outro e que devemos respeitar as diferenças existentes entre nós.